Pular para o conteúdo principal

																
																												
            

Phoron do Brasil migra para o SAP S/4HANA

A consultoria multinacional SAP deseja incentivar as empresas a conhecerem as possibilidades de trabalhar com novos aplicativos focados na transformação digital

A Phoron do Brasil, integrante do grupo multinacional Phoron de consultoria SAP, anuncia a migração para o sistema SAP S/4HANA, com o Go Live no último domingo, dia 20 de junho. Todos os processos da empresa estão já sendo realizados na nova versão do sistema de gestão.

 

Segundo o diretor-geral da Phoron do Brasil, Marcelo Pudenzi, a empresa possui grande experiência de implantação e suporte ao SAP S/4HANA, com a realização bem-sucedida de mais de 10 projetos no mundo. Porém, a partir de agora, além de todo o conhecimento externo o time acumula também a prática utilizando SAP S/4HANA dentro da própria casa.

 

“Migrar 100% das empresas do Grupo Phoron para o SAP S/4HANA era essencial para obter aprendizado profundo com as atividades internas, podendo assim oferecer maior segurança aos nossos clientes. Agora, posso afirmar que a casa é de ferreiro e o espeto também é de ferro, não de madeira como no ditado popular”, afirma Pudenzi.
A empresa optou pela migração para o sistema SAP S/4HANA On Premise, o processo durou quatro meses.

 

O planejamento foi iniciado em novembro de 2020, a conversão do Sandbox foi conduzida como um projeto de P&D (Pesquisa & Desenvolvimento), o objetivo era aprender sobre o comportamento do sistema, os desafios que seriam enfrentados ao passar para o panorama do sistema real. “Nós não tínhamos pressa para o Go Live no SAP S/4HANA, mas queríamos estar no início da obtenção geral de experiência prática para o benefício das empresas que fazem negócios conosco”, explica Pudenzi.

 

O SAP S/4HANA abre muitas portas para uma moderna geração de aplicativos e ferramentas, baseados na interface de última geração SAP Fiori. O novo modelo de dados, combinado com a velocidade do banco de dados HANA, proporciona otimização no tempo de execução dos aplicativos.

“A mudança para o SAP S/4HANA é vista, principalmente, como uma conversão técnica que ‘precisa que ser feita’, considerando o fim da manutenção do ECC em 2027. Porém é muito mais do que isso, a migração ou contratação do novo sistema é o ponto de partida para experimentar uma dimensão de aplicativos e gerenciamento inovadora, uma chance de percorrer caminhos desafiadores”, esclarece o diretor-geral.

 

Ainda de acordo com Pudenzi, por meio das experiências com a implantação interna do SAP S/4HANA, a Phoron do Brasil será capaz de fazer as propostas ainda mais certeiras às empresas, compartilhar prós e contras com o mercado, incentivando a todos darem este passo em direção a uma nova geração do sistema ERP.